Home
   
Banner
Programa Educação e Trabalho (PET) PDF Imprimir
Projetos - Ver é Bom Demais
Sáb, 25 de Junho de 2011 19:22

Apresentação

Na cidade de Belo Horizonte e Região Metropolitana existe um grande número de jovens aguardando uma oportunidade de inserção no mercado de trabalho formal. Contudo, muitos desses jovens encontram grandes dificuldades para conseguir uma colocação, seja pela falta de experiência ou de qualificação.

A partir dessa realidade, a Fundação CDL Pró-Criança desenvolveu o Programa Educação e Trabalho (PET), com o objetivo de ser o elo entre os jovens em busca da primeira experiência profissional e as empresas socialmente responsáveis.

O Programa Educação e Trabalho surgiu em 1999 com o nome Educar e Crescer e, inicialmente, tinha como objetivo qualificar para o mercado de trabalho adolescentes e jovens em situação de vulnerabilidade social.

No ano 2000, tornou-se um programa de aprendizagem em conformidade com a Lei nº 10.097 (Lei do Aprendiz) do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE).

Programa de Aprendizagem

O MTE define aprendizagem como um programa técnico-profissional que prevê a execução de atividades teóricas e práticas, sob a orientação de entidade qualificada e formação técnica profissional metódica, com especificação do público-alvo, conteúdos programáticos a  serem ministrados, período de duração, carga horária teórica e prática, mecanismos de acompanhamento, avaliação e certificação do aprendizado, observando os parâmetros estabelecidos na Portaria MTE nº 615, de 13 de dezembro de 2007. São consideradas atividades teóricas aquelas desenvolvidas na entidade formadora, sob orientação desta. Já as atividades práticas são aquelas realizadas na empresa.

O programa de aprendizagem desenvolvido pela Fundação CDL é precedido pela realização de um curso capacitação denominado Oficinas Introdutórias, com carga horária de 20 horas. Essa carga horária não faz parte do programa de aprendizagem proposto.

Em seguida, os jovens que obtêm um desempenho satisfatório são inseridos nas empresas, conforme a disponibilidade de vagas. Já como aprendizes, eles recebem uma formação técnico-profissional, desenvolvida tanto na Faculdade Pitágoras quanto na empresa que o admite.

O aprendiz permanece no Programa por um período de 16  meses. Ao final do processo, ele tem traduzida sua experiência em uma jornada de atividades práticas e teóricas, o que lhe confere um considerável diferencial competitivo, condição básica para ser absorvido pelo Mercado de Trabalho. A empresa que o acolheu, além de criar a oportunidade de emprego e reafirmar seu papel no desenvolvimento socioeconômico, abre novos horizontes no entendimento de que a inserção das empresas em ações socialmente responsáveis retorna em melhoria do ambiente interno, desenvolvimento para a sociedade e impulso nos negócios, gerando crescimento com sustentabilidade para todos os envolvidos.

 Metas

  • Preparar adolescentes e jovens responsáveis para o exercício pleno dos direitos e deveres como cidadãos

  • Desenvolver a postura profissional dos jovens capacitados

  • Proporcionar a inclusão social e produtiva dos beneficiários

  • Destacar a Fundação CDL Pró-Criança como referência no desenvolvimento de projetos sociais na área de capacitação e inclusão de adolescentes e jovens no mercado de trabalho


Estratégias

  • Adequar a metodologia utilizada nos segmentos de aprendizagem de forma a trabalhar adequadamente em sala de aula, com cada turma e suas especificidades

  • Estabelecer novos parâmetros de convênios para a contratação de adolescente aprendiz, baseados na legislação trabalhista, ECA e lei 10.097/2000, bem como nas experiências adquiridas nos anos anteriores

  • Realizar processo de inscrição e seleção dos adolescentes e jovens

  • Capacitar e encaminhar adolescentes para o mercado de trabalho

  • Estabelecer indicadores de resultados para avaliar o programa

  • Manter banco de dados e registro de experiências relativas aos adolescentes e jovens capacitados e contratados

Impactos desejados

  • Melhoria da qualidade de vida dos adolescentes e de seus familiares
  • Fortalecimento da auto-estima e auto-realização

  • Estímulo para conhecimento e utilização de habilidades, talentos e potencialidades voltados para o âmbito pessoal e profissional

  • Referência e estimulo para outros adolescentes

  • Mobilização do empresariado em prol da responsabilidade social voltada para a inclusão produtiva

  • Referência e estímulo para outras Instituições

  • Disseminação dos direitos defendidos pelo Estatuto da Criança e do Adolescente e pela Lei 10097/2000

  • Formação ética e profissional

  • Desenvolvimento da capacidade de compreensão do outro, através da vivência do pluralismo de valores

Público-alvo e abrangência

Adolescentes e jovens, moradores de Belo Horizonte e Região Metropolitana, com idade entre 15 a 20 anos e que estejam cursando a partir do 9º ano ou tenham concluído o ensino médio.

A renda per capita do grupo familiar deve ser de, no máximo, um salário mínimo.

Objetivo Geral

  • Promover formação profissional e cidadã que possibilite ao aprendiz atuar com qualidade e responsabilidade nos diversos segmentos empresariais

Objetivos Específicos

  • Desenvolver uma prática educativa que considere a condição do jovem como pessoa em desenvolvimento, conforme preconiza o  Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA) e a Lei de Diretrizes e Bases da Educação (LDB)

  • Possibilitar ao jovem o conhecimento e o desenvolvimento de suas potencialidades, bem como de sua postura profissional através dos temas de aprendizagem

  • Assegurar a permanência do jovem na escola e favorecer a elevação de sua escolaridade

  • Assegurar os direitos trabalhistas aos jovens inseridos no mercado de trabalho

  • Orientar e acompanhar o jovem em suas atividades profissionais e escolares

  • Possibilitar a elevação da renda e das condições de vida do seu núcleo familiar

  • Promover atividades culturais e de lazer visando desenvolvimento pessoal e integração social do jovem

  • Promover o bem estar físico e mental através de orientação e apropriação do conhecimento para atividades laborais

Indicadores de viabilidade

O Programa Educação e Trabalho será monitorado e avaliado de acordo com os seguintes indicadores de resultados:

  • Número de inscritos e capacitados

  • Números de adolescentes e jovens inseridos no mercado como aprendizes

  • Número de adolescentes e jovens contratados pelas empresas no final do processo de aprendizagem

  • Nível de desempenho e aprendizagem dos adolescentes e jovens contratados.

Resultados

Desde de seu inicio, em 1999, o PET já qualificou  cerca de 12 mil jovens e inseriu  mais de 4 mil no mercado de trabalho.

Processo de Seleção

  • Palestra Introdutória

  • Entrevista com a Assistente Social

  • Curso de Capacitação (Oficinas Introdutórias)  – Com Certificado

  • Duração: 5 dias

Vantagens de ser aprendiz

  1. Registro na carteira de trabalho

  2. Bolsa auxílio e vale transporte

  3. Curso técnico profissionalizante totalmente gratuito

  4. Atividades culturais durante o curso

  5. Experiência profissional

  6. Novas amizades

Depoimento Aprendiz:

"Eu gostaria de agradecer muito à Fundação pela oportunidade de ter participado do programa, pois sei que seria praticamente impossível ter trabalhado em uma empresa do porte da em que eu trabalhei sem experiência ou sem qualificação. Esse programa é muito bom, pois além de dar uma oportunidade única para os menores, ajuda a despertar a vontade de crescer profissionalmente. Eu pretendo me formar e me tornar uma grande profissional e quando isso acontecer eu jamais me esquecerei que foi através da CDL, dessa oportunidade que foi concedida a mim, que tudo começou. A todos os funcionários do projeto, deixo o meu sincero muito obrigado, e que DEUS  ilumine a vida de todos vocês”. Ana Carolina de Freitas, ex-aprendiz do Programa Educação e Trabalho.

Benefícios para a empresa ao contratar um aprendiz através da Fundação CDL Pró-Criança:

  • Acessibilidade das empresas parceiras as demais unidades de negocio da Fundação CDL
     
  • Visibilidade de responsabilidade social, mediante a agregação da sua marca junto à Fundação CDL e suas unidades de negócio
     
  • Divulgação nos veículos de comunicação da Fundação CDL como empresa socialmente responsável contratante de aprendizes pela Fundação CDL. São eles
     
  • Site Institucional
     
  • Releases para os diversos tipos de mídia
     
  • Acompanhamento técnico-educacional dos aprendizes através de vistas previamente agendadas com seus respectivos orientadores/gerentes
     
  • Assessoria no processo de contratação e regulação junto à lei de aprendizagem
     
  • Fornecimento do uniforme que promove a diferenciação/melhoria na imagem dos aprendizes junto aos clientes
     
  • Processo pedagógico embasado nos conteúdos aplicados pela FATEC Comércio. (Metodologia de ensino de alto nível desenvolvido por professores mestres e doutores, aplicada por professores graduados e pós-graduados especializados nas áreas de conhecimento do curso, com experiências empresarial comprovada).
     
  • Redução do FGTS de 8% para 2%
     
  • Enquadramento da empresa à legislação pertinente ao PET – Programa Educação e Trabalho.

Depoimentos de Empresas

 

"Através do Programa Educação e Trabalho da Fundação CDL temos na nossa empresa aprendizes que, além de ter uma oportunidade para a primeira experiência profissional, se preparam para assumir ao final do programa uma vaga de emprego em nossa escola.Eles aprendem não só as tarefas e procedimentos que executarão em sua rotina de trabalho, mas também os valores e princípios que fazem parte de nossa cultura organizacional.Esta é mais uma parceria de sucesso"! Luciana Heringer, gerente de recursos humanos da Cultura Inglesa.

"Em parceria com a Fundação CDL, a Habitare Construtora mantém o Programa  Educação e Trabalho desde 2008. Ele  tem nos proporcionado grandes benefícios e através dele já contratamos vários aprendizes que hoje são excelentes profissionais. Para nós, é uma grande satisfação participar desta parceria”. Camila Renata, analista de recursos humanos da Habitare.

 

Para mais informações, entre em contato:

  • Centro de Atendimento - CAS

Av. João Pinheiro, 495, 1º subsolo – Funcionários - BH/MG.

(31) 3249-1681 

Funcionamento - segunda a sexta–feira - das 8h30 às 14h30

  • Centro de Desenvolvimento Social - CDS

Av. Amazonas, 311 / 3º andar - Centro - BH/MG

(31) 3226-8880 | 3222-1656 | 3249-1681 | 3224-4055  |  Este endereço de e-mail está protegido contra spambots. Você deve habilitar o JavaScript para visualizá-lo.

Funcionamento - segunda a sexta–feira - das 8h às 18h


AddThis Social Bookmark Button
Última atualização em Sex, 09 de Junho de 2017 16:30
 

Avenida João Pinheiro, nº 495, 7º andar twitter fx1001
Bairro: Funcionários - BH/MG
Cep: 30130-180
Telefone: (31) 3249-1791    

 Powered by Mamute